IURD Cenáculo Brasilândia Rua,Parapuã,1885, V. Brasilândia, São Paulo, SP

Loading...

Ontem, hoje e amanhã - que responsabilidade!

No dia em que seu pai deixou a semente em sua mãe, você entrou no no jogo do tempo. Só a morte vai tirá-lo desse jogo .  A ele você  está preso.

O tempo divide-se em três partes distintas: passado, presente e futuro. O menor de todos é o presente. Não dura nada, é como “um breve pensamento” (Sl 90.9). É aquela ínfima porção de tempo recolhida do futuro e imediatamente empurrada para o passado. Curiosamente é nesse curtíssimo período que você constrói a sua vida. Você não pode antecipar nem fazer o tempo voltar.

O futuro é cada vez menor e o passado cada vez maior. Dependendo não necessariamente da sua idade atual, mas do número de anos de vida que a Providência vai lhe dar, o futuro pode estar quase no fim e o passado com a carga máxima.

Passado, presente e futuro – que solenidade! Ontem, hoje e amanhã – que responsabilidade! Outrora, agora e depois – que desafio! Daí a oração de Moisés: “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio” (Sl 90.12).

No dia do rompimento do fio de prata (Ec 12.6), você ficará livre do tempo e entrará imediatamente para a eternidade, que pode ser uma eternidade com Deus e uma eternidade sem Deus. A escolha é para hoje!

Eu  desejo que você aproveite bem o tempo de se chama “hoje”.

Você pode passar a virada de ano, pulando ondas, em festas, em bares, etc, ou na presença de Deus.
Nós estaremos a partir das 22:h na Universal, Rua Parapuã, 1885, Vila Brasilândia, São Paulo, SP, celebrando a Vigília da Girada, com a ministração da Santa Ceia do Senhor ás 00:h e previsão de termino as 00:20.
Você é nosso convidado, faça sua escolha e tenha...   Um ótimo 2014!

Lembrete: A Vigília da Virada será realizada em todas as UNIVERSAL nesse 31/12 a partir das 22:h, com certeza tem uma perto de você!!



Adaptado apartir de Ultimato

O verdadeiro Natal!

Vinde a mim. [Mateus 11.28]
Muitos querem tanto ter um Natal feliz, que até saem por aí procurando um. Mas nas praças movimentadas veem desamor, violência, mendicância, crianças abandonadas. Passando perto de mansões se nota majestosos pinheiros de luzes coloridas e piscantes, iluminando os jardins dos ricos, e os pobres só a olhar.

Nas favela o que se vê são valas negras, casebres caindo, criancinhas sujas chorando de fome. Nas enfermarias de um hospital, lágrimas, dor, desesperança. Andando entre os “grandes” quase só vê desonestidade, egoísmo, falsidade, jogo de interesses. Abrindo jornais e revistas, o que mais se lê é sobre guerras, sequestros, corrupção, crise econômica. Até que entrando numa igreja. Vemos os fiéis irmanados, de mãos dadas, cantando Noite feliz. Então se pensa:

— Que lindo! Finalmente encontramos um Natal feliz!

Mas, triste ilusão… Acabadas as celebrações, foram todos embora para suas festas. Passam perto dos sofridos, olharam, mas ninguém diz uma palavra, nem mesmo um gentil “Feliz Natal, amigo!”

Desesperados, dirigi-nos ao altar de Deus e gritemos:
— Nosso Senhor, nós queremos tanto ter um Natal feliz e não conseguimos! Mostra-nos onde encontrá-lo!
Ouvimos então uma voz suave dizer-me:
— Meus filhos, Eu sou Jesus, sou o Natal que vocês procuram. Meus braços estão abertos para vocês. Venham para mim!

Ali encontramos o verdadeiro Natal e compreendemos que Natal não é o bem material de que se possa desfrutar. Natal é Jesus. E Jesus só encontra quem coloca sua a vida no altar. 

Tenha não apenas um natal feliz, mas uma vida inteira tanto aqui quanto no por vim, coloque e mantenha sua vida no altar.

Jesus, o verdadeiro Messias, não nasceu em 25 de dezembro. Os apóstolos e a igreja primitiva jamais celebraram o natalício de Cristo. Nem nessa data nem em nenhuma outra. Não existe na Bíblia ordem nem instrução alguma para fazê-lo. Porém, existe, sim, a ordem de atentarmos bem e lembrarmos sempre a Sua MORTE (1Co 11:24-26; João 13:14-17). O que temos ordem de fazer é pregar esta MORTE e seu significado, a vitoriosa RESSURREIÇÃO do nosso Salvador, Sua próxima VINDA gloriosa, sua mensagem de SALVAÇÃO para os que creem verdadeiramente e PERDIÇÃO para os não creem verdadeiramente.

A veneração da "virgem e o menino", a celebração com pinheiros e grilandas, o costume de trocar presentes, são tão antigos quanto a Torre de Babel e já eram festeja dos na Roma pagã e no Egito muito antes do nascimento de Jesus Cristo.

A religião absorveu toda essa história e a tem promovido em todo o mundo em nome da verdadeira fé cristã.
Se você quer saber mais sobre esse assunto acesse: Natal! A Introdução Pagã na Igreja de Cristo e Semiramis,obelisco e a farsa do natal

Que Deus nos oriente, na Fé!

Adaptado de Devocionais Para Todas as Estações. Ed. Ultimato

Qual é o seu objetivo?

Olá amigos(as) do JESUS SEM HERESIAS.
Quero primeiro pedir desculpas aos leitores, pela falta de tempo para atualizar o Blog, mas estando no ultimo semestre do Curso não poderia ser diferente. Uma correria, TDEs, atividades complementares, Trabalho de Conclusão do Curso(PI), meu trabalho secular e aos compromissos com a Obra tem me afastado um pouco do Blog, mais sempre que possível postamos algo no sentido de edificar o Corpo de Cristo, fortalecendo a fé e levando os amigos(as) a uma conscientização da Verdade Salvadora.
Bom, justificado minha ausência por aqui, vamos ao que interessa.

" Conheço as tuas obras — eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar — que tens pouca força, entretanto, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome." (Ap. 3.8)

Quero que vocês analisem esse trecho que separei do filme "Desafiando Gigantes" que alias eu recomendo a quem ainda não teve a oportunidade de assistir.

Neste trecho o treinador Taylor depois de discursar para a equipe, convida dois jogadores e passa-lhes um desafio para que deem o melhor de si. Vendado um do jogadores deve carregar outro jogador nas costas, a venda é para que ele não desista, justifica Taylor. Durante o percurso o treinador fica ao lado dele acompanhando e dando palavras de apoio, afirmando que é possível ir mais além. Enquanto isso alguns colegas de equipe riem, se divertem e duvidam que ele vá conseguir atingir a meta.

Mas porém, o jogador vai além da meta estipulada por Taylor e atravessa o campo inteiro com o colega nas costas. E os riam, se divertiam e duvidavam, se levantam para acompanhar de perto chegando a ficar fascinados.

Acompanhem:


Duas lições podemos tirar deste pequeno vídeo:

1ª) Qual é o seu objetivo? Você já parou para avaliar, e responder essa pergunta? Deus se importa com você, e vai se importar com as ferramentas que você utiliza para honra-lo. Entenda essas ferramentas são como as áreas da sua vida, sejam elas, espiritual, familiar,sentimental, profissional ou financeira. Quando você utiliza a sua vida para honrar a Deus ele vai também te honrar. Mas será que o seu objetivo tem sido o de honrar a Deus ou apenas se trata de você? Não estamos aqui para se formar, casar, ter filhos, trabalhar, ganhar dinheiro e morrer. Mas estamos aqui para honrar a Deus, e se levarmos a sério isso ELE muda nossa vida.

2ª) O jogador antes de iniciar o exercício se achava incapaz de executá-lo, chegando a tentar negociar: - "Posso fazer trinta, faço cinquenta sem ele nas costas". porem estando vendado e aceitando as palavras de motivação do treinador, ele pode superar a marca pretendida atravessando todo o campo. Meu amigo(a) agora imagine você, que esta ai dizendo "não dá", "não posso", não consigo", será que não é de uma venda que você esta precisando? Pare de olhar para o seu problema como se ele fosse maior do que você, saiba que você é capaz, só precisa acreditar em você mesmo. Pois Deus não é magico, e precisa de você para resolver os seus problemas. Tampe os olhos para o pessimismo e a incredulidade. Deus é contigo. Você pode. No inicio do filme Taylor recebe um senhor, que lhe fala uma parábola, que diz muito, sobre o porque, as vezes não recebemos, aquilo que pedimos em oração:
Ele disse: "Eu ouvi uma história de dois agricultores que precisavam de chuva, os dois oraram pedindo, porém só um deles foi lá preparar o campo para receber. Qual deles confiou mesmo que Deus iria manda-la? É meu amigo(a)!! Deus só pode mandar a chuva quando o campo estiver pronto!! Você tem que preparar o campo para receber.

Até a próxima!
Que Deus nos oriente na Fé!

Ah! Se você gostou do Blog fale dele para seus amigos, assim você me ajuda a divulgar
 JESUS SEM HERESIAS.
Deus abençoe.


Culto Proibido

 Só o Senhor Jesus Cristo, Deus de Israel deve ser cultuado. Todo outro culto é proibido e constitui idolatria (Ex 20,3-6; Dt 5,7-10). Israel acreditou na existência de outros deuses (Jz 11,23s) e se deixou seduzir pelo culto a deuses cananeus, assírios e babilônios (Nm 25,3; Jz 2,12; 1Rs 14,22-24; 2Rs 21,2-15). Os deuses e suas imagens (cf. Dt 4,15-24 e nota) são invenção dos homens (Br 6; Rm 1,23) e um grave pecado (Sl 96,5; Sb 13,1-5; Rm 1,23-25; 1Cor 5,10s).

Ídolos podem ser deste imagens de gesso,pedra,metal,madeira..,como pode ser também uma imagem refletida num espelho ou na água ou mesmo uma idéia na mente, Narciso um dos deuses da mitologia grega morreu adorando sua imagem refletida na água.

Os judeus desdenhavam dos adoradores de imagem, pois sabiam que estavam condenados a morte. O homem tem a imagem de Deus, Iakob, não a imagem feita por mãos de pessoas, a imagem de Deus foi produzida no homem pelo próprio Deus.

Os ídolos são bdelygmata, ”abominações” por detrás existem deimonia (demônio).

Por isso o cristão ao se voltar para eles atrai para si a ira de Deus.O que Paulo diz é que nós partilhamos da comunhão com Cristo e isso basta para nós não devemos ter nenhum tipo de comunhão com imagens e ídolos pois assim teremos comunhão com o demônio.

A Bíblia não faz referências sobre festividades que envolvam santos. Nem mesmo o Natal é referido.

O cristianismo em si celebra a fé em Jesus Cristo, nas Suas promessas e na certeza de que somente Ele tem o poder de curar, abençoar e realizar os sonhos de qualquer pessoa que deposite nEle sua inteira confiança.

Vocês não podem beber do cálice do Senhor e também do cálice dos demônios. Vocês não podem comer na mesa do Senhor e também na mesa dos demônios. Ou será que queremos provocar o Senhor, fazendo com que ele fique com ciúmes?"(1Cor. 10. 15-22)

No livro de "Sabedoria" um dos "livros apócrifos" encontrado na versão católica da Bíblia Sagrada mas especificamente no capitulo 13 entre os versos 10 e 19 mostra um tratado de Ética recomendando a sabedoria e a retidão, e condenando a Iniqüidade e a idolatria. A passagem salienta o pecado e a loucura da adoração das imagens, lembram as passagens que sobre o mesmo assunto se encontram nos Salmos e em Isaías (compare: Sabedoria 13.11-19, com Salmos 95; 135.15-18 e Isaias 40.19-25; 44.9-20). é de se revoltar ver que a igreja romana adotou um livro como esse a ainda se rende a prostituição espiritual que é a idolatria.

O referido texto diz : "Mas são desgraçados e esperam em mortos, aqueles que chamaram de deuses a obras de mãos humanas: o ouro, a prata, artisticamente trabalhados, figuras de animais, alguma pedra inútil, a que, outrora, certa mão deu forma. Um carpinteiro, por exemplo, serra uma árvore fácil de manejar. Depois lhe tira cuidadosamente toda a casca, trabalha a madeira com habilidade e fabrica um móvel, útil para as necessidades da vida. Terminado o trabalho, ele recolhe as sobras da madeira, as emprega para preparar a comida, e se farta. Da sobra de tudo, que não serve para nada, madeira retorcida e cheia de nós, ele a pega e a esculpe nos momentos de lazer.Para se distrair, modela a madeira com capricho, e lhe dá o formato de um homem, ou então a forma de algum animal desprezível. Depois pinta o ídolo de vermelho e cobre de massa todos os seus defeitos. A seguir, prepara-lhe um nicho digno dele, e o coloca na parede, prendendo-o com um prego. Toma esses cuidados para que não caia, sabendo que o ídolo não pode cuidar de si mesmo: é apenas uma imagem, e precisa de ajuda. Entretanto, logo em seguida lhe dirige orações por seus bens, casamento e filhos, sem se envergonhar de ficar falando com uma coisa sem vida. Para a saúde, invoca o que é frágil. Para a vida, faz súplicas àquilo que é morto. Para um auxílio, pede ajuda àquilo que não tem experiência. Para uma viagem, dirige-se a quem não pode dar um passo. Para seus negócios, trabalhos e sucesso nos empreendimentos, pede forças a quem não tem força nenhuma nas mãos". O diabo tem o poder de cegar o entendimento da pessoa a esse ponto, seja vigilante.

"Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá".(Atos 15:28-29)

Concluindo somos um povo separado para servir somente a Deus,aquilo que Deus não aprova nós também não podemos aprovar,temos que pensar como Cristo pensaria,temos que agir como Cristo agiria,em Israel havia idolatria mas Cristo nunca participou destas coisas.

sejamos como o Senhor,busquemos viver como o Senhor em nome de Jesus.

Que Deus nos oriente,na Fé!
Ah!! se você gostou do blog fale com outras pessoas sobre ele.
Ajude-nos a divulgar JESUS SEM HERESIAS !

O Brasil idolatra um ídolo por dia

Vivemos num país onde predomina a idolatria, O Brasil idolatra um ídolo por dia,e o mês de Setembro é chamado por Umbandistas de "mês dos êres" e no dia 27 de setembro comemora-se o dia de São Cosme e Damião e Doum,Dia este que Oferendas como: doces, balas, pirulitos, bolos e brinquedos. Bebida: Guaraná. São oferecidos à estas entidades [demônios] e depois distribuídos para crianças geralmente entre o domingo que antecede e sucede o dia 27. Pois é, essas entidades escondem, na verdade, um encosto , que amam se esconder nos pequenos, atuando neles de diversas formas: Deixando-os doentes; Indo mal na escola; Arrumando confusão com os amigos; Sendo malcriados com os mais velhos..

Existem pessoas se convertem a cristo mas ainda assim participam destas festas,comem seus quitutes,parecem não terem conhecimento da palavra de Deus. O povo de Deus não pode compactuar com isso gente!Compre doces depois do dia fatídico e de ao se filho, ore e peça para Deus abençoar aquele doce, depois de ao seu filho algo consagrado a Deus, não participe desta idéia tão comum em nossos dias.

A palavra grega é koinonikos, alguém que compartilha é sócio companheiro participante parceiro, não seja parceiro destes. Se você compartilha você é igual, não há diferença em você, isso é Bíblico não podemos partilhar da mesa de Deus e da mesa dos demônios.

Ídolos podem ser deste imagens de gesso,pedra,metal,madeira..,como pode ser também uma imagem refletida num espelho ou na água ou mesmo uma idéia na mente, Narciso um dos deuses da mitologia grega morreu adorando sua imagem refletida na água.

Os judeus desdenhavam dos adoradores de imagem, pois sabiam que estavam condenados a morte. O homem tem a imagem de Deus, Iakob, não a imagem feita por mãos de pessoas, a imagem de Deus foi produzida no homem pelo próprio Deus.

Os ídolos são bdelygmata, ”abominações” por detrás existem deimonia (demônio).

Por isso o cristão ao se voltar para eles atrai para si a ira de Deus.O que Paulo diz é que nós partilhamos da comunhão com Cristo e isso basta para nós não devemos ter nenhum tipo de comunhão com imagens e ídolos pois assim teremos comunhão com o demônio.


O que a Bíblia nos diz a esse respeito?

"Eu falo com vocês como com pessoas que têm capacidade para entender o que estou afirmando. Julguem vocês mesmos o que eu estou dizendo. Pensem no cálice pelo qual damos graças a Deus na Ceia do Senhor. Será que, quando bebemos desse cálice, não estamos tomando parte no sangue de Cristo? E, quando partimos e comemos o pão, não estamos tomando parte no corpo de Cristo? Mesmo sendo muitos, todos comemos do mesmo pão, que é um só; e por isso somos um só corpo. Pensem no povo de Israel. Aqueles que comem as coisas oferecidas em sacrifícios tomam parte juntos no sacrifício que é oferecido a Deus no altar. O que é que eu quero dizer com isso? Que o ídolo ou o alimento que é oferecido a ele tem algum valor? É claro que não! O que estou dizendo é que aquilo que é sacrificado nos altares pagãos é oferecido aos demônios e não a Deus. E eu não quero que vocês tomem parte nas coisas dos demônios. Vocês não podem beber do cálice do Senhor e também do cálice dos demônios. Vocês não podem comer na mesa do Senhor e também na mesa dos demônios. Ou será que queremos provocar o Senhor, fazendo com que ele fique com ciúmes?"(1Cor. 10. 15-22)

"Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá".(Atos 15:28-29)


Concluindo somos um povo separado para servir somente a Deus,aquilo que Deus não aprova nós também não podemos aprovar,temos que pensar como Cristo pensaria,temos que agir como Cristo agiria,em Israel havia idolatria mas Cristo nunca participou destas coisas,as festas que Ele freqüentava era festa de dedicação no templo e casamento de amigos.sejamos como o Senhor,busquemos viver como o Senhor em nome de Jesus.

Que Deus nos oriente,na Fé!
Texto publicado originalmente aqui em Set/2012

Que Pai é esse?

É verdade que Deus é Rei dos reis, Senhor dos senhores, Todo-poderoso, Altíssimo, três vezes Santo, sobremodo tremendo (Sl 111.9) e Deus zeloso que visita a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que o aborrecem (Êx 20.5).

Mas Ele é Pai também e deve ser tratado como tal.

Por que não consideramos Deus Pai? Por que não nos relacionamos com Ele como filhos? Por que não o buscamos como nosso Pai?

Talvez seja por falta de informação ou por informação equivocada – talvez nos tenham comunicado apenas a santidade de Deus, e não a sua misericórdia; talvez só a sua severidade, e não a sua bondade; talvez só o seu castigo, e não o seu perdão. Nesse caso, é necessário romper com a informação incompleta e abraçar novos conceitos, embora tão antigos quanto os primeiros conceitos. A reviravolta pode ser difícil, mas é a única saída.

Jesus fez um esforço constante para nos passar a ideia da paternidade de Deus. Muitas vezes, Ele se dirigia aos discípulos referindo-se sempre a Deus como “o vosso Pai” ou “o teu Pai”. Só no Sermão da Montanha, essa curta expressão aparece quinze vezes, especialmente no capítulo 6 de Mateus (versos 1, 4, 6, 8, 14, 15, 18, 26 e 32).

A palavra mais direta e encorajadora está no modelo de oração que Jesus oferece: “Portanto, orem assim: ‘Pai nosso, que estás no céu...’” (Mt 6.9, NTLH).

Quase sempre, principalmente na introdução de cada Epístola (Rm 1.7; 1 Co 1.3; 2 Co 1.2; Gl 1.3-4; Ef 1.2; Cl 1.2; 1 Ts 1.3; 2 Ts 1.1), Paulo se refere a Deus chamando-o de “nosso Pai”, tanto Pai dele próprio como dos irmãos em Cristo. O apóstolo garante que Deus é “nosso Pai” e “Pai de nosso Senhor Jesus Cristo” (2 Co 1.2-3). Isso abre caminho para ele declarar com toda ênfase: “Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo” (Rm 8.17).

A questão é de vital importância, tanto na doutrina como na prática. Nosso relacionamento com Deus não é uma relação com uma força impessoal, não é com um Deus distante, não é com um Deus inclemente – é com um Deus que nos permite chamá-lo de Aba (Rm 8.15), que em aramaico quer dizer Pai.

Para que não haja nenhuma dúvida, nenhuma hesitação, nenhum receio e nenhum acanhamento, as Escrituras ensinam que “o próprio Espírito [o Espírito de Deus] se une a nosso espírito, atestando [ou assegurando, ou afirmando, ou testemunhando, como aparece em outras versões] que somos filhos de Deus” (Rm 8.16, CNBB).

Se Deus é nosso Pai, então podemos chorar na presença dele, podemos confessar pecados e pedir perdão, podemos abrir nossa alma e derramar perante Ele nossos sustos e medos, podemos pedir-lhe conselho e orientação, podemos segurar a sua mão e nos colocar a caminho.

O grande desafio de Paulo no areópago era apresentar o Deus Desconhecido aos atenienses (At 17.23) e nas cartas é apresentar o Pai Desconhecido aos crentes.

Fonte: Ultimato

Se estar com nosso pai terrestre é algo fantástico, muito mais espetacular, é manter uma relação intima como o PAI Celestial. Diz a Bíblia que diante de Deus tranquilizaremos nosso coração, pois Ele conhece todas as coisas. Só o Senhor é capaz de acalmar nossa alma e amenizar nosso sofrimento. Um verdadeiro pai, como Ele é, sabe exatamente o que precisamos nos devidos momentos.

Que Deus nos oriente, na Fé!

O Portal da Morte

O problema não é ultrapassar o portal da morte, mas o lugar onde a alma vai chegar assim que o corpo perecer



Quem lhe garante que você estará vivo até o final do dia? Parece alarmante e assustador? Sim, parece, mas de acordo com estatísticas do site breathingearth.net, mais de 100 pessoas morrem a cada minuto no mundo. Em outras palavras, quase duas por segundo.

O problema não é ultrapassar o portal da morte, mas o lugar onde a alma vai chegar assim que o corpo perecer. A Bíblia afirma a existência do inferno. E é tão latente, que em Lucas 16:23, diz: “No inferno, estando em tomentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio.”

Muitas pessoas não acreditam na sua existência. Dizem que as descrições bíblicas não passam de alegorias ou metáforas, e que o inferno encontra-se aqui mesmo, na Terra. É verdade, o inferno está na Terra, e de acordo com as Escrituras, em Mateus 12.40 e Efésios 4.9, está localizado no centro do planeta, a uma temperatura superior a 6 mil graus Celsius, maior que a superfície do sol, que é de 5.800 graus Celsius, segundo estudos.

No inferno, segundo a Bíblia, a pessoa implorará para que aquela aflição acabe, mas Apocalipse 14.11 ressalta: “A fumaça do seu tormento sobe pelos séculos dos séculos, enão têm descanso algum, nem de dia nem de noite...”.

Apesar de inúmeras pessoas desprezarem a sua existência, o inferno recebe todos os dias centenas ou milhares de pessoas que nunca se interessaram pela Verdade. Mas, que Verdade é essa, a que muitos não dão valor?

A Bíblia faz um alerta: “Quem crê em Jesus não será condenado; mas quem não crê já está condenado”. João 3.18

É como uma curva perigosa em uma estrada. Antes de você passar por ela, vem sempre o aviso para reduzir a velocidade, para não correr o risco de acidente e morte. Entretanto, não são todas as pessoas que respeitam essas regras e ignoram o aviso, o que faz muitas perderem a vida.

Assim ocorre com o nosso futuro. Enquanto você está vivo, está recebendo os avisos que podem livrá-lo do inferno – por meio do Único caminho que é Jesus –, porém, se ignorá-los, você estará, consciente ou inconscientemente, carimbando o seu passaporte para lá. E o pior de tudo é que não há como voltar, fugir ou escapar desse lugar, porque não há como se arrepender depois da morte.

Há situações que fazem a pessoa pensar que está bem, no entanto, não percebe que a sua alma pode estar mais próxima do inferno do que se pode imaginar. É quando se pensa que pelo fato de ir à igreja já está fazendo o bastante; ou porque dá uma oferta está bem com Deus. Porém, não se dá conta de que a salvação envolve, acima de tudo, arrependimento. E como a pessoa vai se arrepender se acha que está tudo bem com ela?

Por isso é importante ficar atento. Se você não acordar diante deste alerta, amanhã poderá ser tarde demais. E não se iluda com a sua vida, seus bens e relacionamentos, pois tudo passa, mas a alma é eterna. O mais sábio, portanto, é se preocupar mais com o seu futuro espiritual do que com os seus anseios terrenos. É como a pergunta de Jesus: “Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que daria um homem em troca de sua alma?” Marcos 8.36-37

Portanto, saiba: o sofrimento está reservado para aqueles que não creem em Jesus, e ele será extremamente aterrorizante e jamais terá fim.

Não espere morrer para descobrir que o inferno é real. O Inferno é Real! E o pior ainda está por vir. Acredite ou não. Amanhã pode ser muito tarde.

Você pode ter cometido muitos erros terríveis no passado e até pode estar cometendo-os hoje. Pode ser até que você daria tudo o que tem para ser feliz, mas toda essa felicidade acabará se você morrer sem Cristo, porque Ele foi o único que deu a Sua vida por você.

Pense nisto:
“Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” Is 55.6

Onde você passará a eternidade?

De: Arca Universal
redacao@arcauniversal.com

Que Deus nos oriente, na Fé!

O Amigo

No dia do amigo não poderia deixar de escrever. Pois amigo é aquela pessoa querida com quem se compartilha momentos de amizade. Alguém em quem se confia naturalmente. O homem vive em um mundo onde precisa e deve se comunicar e partilhar com todas as pessoas. O círculo de amigos se estende já ha alguns anos a esfera virtual, são pessoas que nunca vimos pessoalmente, mas que por conta das redes sociais, conhecemos, teclamos, abordamos e discutimos diversos assuntos. E é com os amigos que muitas coisas são discutidas. É com eles que há segurança em abrir o coração.

Um amigo verdadeiro suporta até as incompreensões do outro, mas falará sempre a verdade. A valorização de uma amizade verdadeira é um dos princípios do Reino de Deus. Jesus veio gerar amigos, não apenas servos.

"Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos. Vocês são meus amigos se fazem o que eu mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer. Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e dêem fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome. Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros. Jesus continuou: — Se o mundo odeia vocês, lembrem que ele me odiou primeiro. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia." ( João 15. 13-19)

Medite nessa musica de Segio Lopes...

Lembre-se!! Um amigo verdadeiro sempre fará o outro enxergar ao Senhor Jesus como prioridade de vida.
"Quem anda com os sábios será sábio, mas quem anda com os tolos acabará mal". Provérbios 13:20

"Algumas amizades não duram nada, mas um verdadeiro amigo é mais chegado que um irmão".Provérbios 18:24

Feliz dia do amigo!!

Que Deus nos oriente,na seleção de nossas amizades!

Um novo nome... Só com Deus.... Por uma Identidade de Justiça

"Jacó foi a seu pai e disse: Meu pai! Ele respondeu: Fala! Quem és tu, meu filho? Respondeu Jacó a seu pai: Sou Esaú, teu primogênito...
Jacó chegou-se a Isaque, seu pai, que o apalpou, e disse: A voz é de Jacó, porém as mãos são de Esaú." Gênesis 27.18-19,22

Depois desses acontecimentos, Jacó chegou a Harã, terra onde habitava Labão, irmão de sua mãe Rebeca, e começou o seu sofrimento. Durante os vinte anos em que esteve lá, trabalhando para seu tio-sogro, foi-lhe imposta, por meio de logro, uma esposa que ele não desejava, assim como também conseguira a bênção de seu pai, Isaque, por meio do logro. Colheu exatamente o que havia semeado.
Ainda assim, o Senhor o abençoou, de forma que se tornou mais rico que o seu próprio patrão.

As conquistas de Jacó foram fundamentadas na mentira. Embora tenha ele construído família e bens, carregou, durante aproximadamente 20 anos, a marca do engano, pois era um homem vazio, inseguro e apegado ao que havia conquistado, a ponto de ser atormentado pelo medo de seu irmão reencontrá-lo e tomar tudo o que havia adquirido ao longo de sua trajetória.

Jaco então orou: "...Deus de meu pai Abraão e Deus de meu pai Isaque, ó Senhor, que me disseste: Torna à tua terra e à tua parentela, e te farei bem; sou indigno de todas as misericórdias e de toda a fidelidade que tens usado para com teu servo; pois com apenas o meu cajado atravessei este Jordão; já agora sou dois bandos. Livra-me das mãos de meu irmão Esaú, porque eu o temo, para que não venha ele matar-me e as mães com os filhos. E disseste: Certamente eu te farei bem e dar-te-ei a descendência como a areia do mar, que, pela multidão, não se pode contar." Gênesis 32.9-12

Na oração acima, podemos sentir o desespero e angústia de Jacó, que tinha o conhecimento de que "A riqueza é inútil no dia da ira, mas a justiça liberta da morte. A justiça aplana o caminho dos íntegros, mas o injusto cai por sua injustiça. A justiça salva os retos, mas os traidores são apanhados na própria cobiça. Quando o injusto morre, sua esperança desaparece, e a esperança nas riquezas também desaparece. O justo escapa do aperto; o injusto cai em lugar dele." (Provérbios 11. 4-9)

Por isso Jaco reclamou de Deus o cumprimento da Sua aliança. Nem sempre, em nossas orações, apenas devemos exprimir os nossos queixumes e tormentos, mas, sobretudo, devemos reclamar os direitos e privilégios que temos com Deus por causa de uma aliança maior feita através do Senhor Jesus Cristo. Se Jacó obteve a vitória com Deus, porque reivindicou as promessas feitas numa aliança, muito mais os verdadeiros cristãos têm o direito de receber todas as bênçãos prometidas, desde Abraão até o Senhor Jesus Cristo, pela fé!

Em seguida, tomando as suas duas mulheres, as duas servas e os onze filhos, fê-los atravessar o vau do Jaboque (vau é um determinado lugar do rio onde se pode atravessar a pé. O rio Jaboque nasce na atual Amã, percorre cerca de duzentos e cinquenta quilômetros e desemboca no rio Jordão):

"ficando ele só; e lutava com ele um homem, até ao romper do dia. Vendo este que não podia com ele, tocou-lhe na articulação da coxa; deslocou-se a junta da coxa de Jacó, na luta com o homem. Disse este: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Respondeu Jacó: Não te deixarei ir se me não abençoares. Perguntou-lhe, pois: Como te chamas? Ele respondeu: Jacó. Então, disse: Já não te chamarás Jacó, e sim Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste. Tornou Jacó: Dize, rogo-te, como te chamas? Respondeu ele: Por que perguntas pelo meu nome? E o abençoou ali." Gênesis 32.24-29

Isto era mais Deus lutando com Jacó, do que Jacó lutando com Deus. Era o Filho do homem, o Anjo da Aliança — era Deus em forma humana, lutando para expulsar de Jacó sua velha vida. Verdade é que há muitas conjecturas a respeito deste episódio entre Deus e Jacó, e não temos ainda uma definição clara a respeito. O que se pode constatar, evidentemente, é que de fato houve uma manifestação profunda de coragem e fé por parte de Jacó em relação a Deus através de uma luta, não corporal, é claro, mas de oração perseverante e de insistência, capaz de mover a mão de Deus na sua direção, e fazê-lo vitorioso.

Esta será sempre uma cena típica de uma vida transformada. A mudança do nome de Jacó significava a mudança de toda a sua vida em relação ao futuro dos seus descendentes, porque todos eles iriam conquistar as bênçãos de Deus, ou seja, tudo aquilo que lhes fora prometido em função de Israel, assim como ele, Israel recebeu as bênçãos em função de Abraaão e Isaque.

Se Deus nos tem chamado para um plano mais alto e melhor, teremos que passar pela hora de crise. Hora em que todos os recursos humanos falham; hora em que enfrentamos, ou ruína, ou algo superior a tudo com que sonhamos; hora em que precisamos da infinita ajuda de Deus! Contudo, sabemos que, antes de podermos ter essa ajuda, precisamos desistir de alguma coisa; precisamos render-nos completamente; precisamos abandonar nossa própria sabedoria, força e justiça, e tornar-nos pessoas crucificadas com Cristo e vivas nEle! Pois bem,volte-se para o Deus de Jacó! Lance-se totalmente a Seus pés. Morra para a sua própria força e sabedoria, abandone-se em Seus braços amorosos, e depois levante-se, como Jacó, pela força e suficiência de Deus.

Não faz nenhuma diferença se o homem é circuncidado ou não; o importante é que ele seja uma nova pessoa. [Gálatas 6.15, NTLH]

O Senhor Jesus não despreza o velho, mas anuncia o novo. Ele fala de veste velha e de veste nova, de vinho velho e de vinho novo, de odres velhos e de odres novos. Se alguém tirar um pedaço de veste velha para consertar a nova, perderá as duas. Se alguém colocar vinho novo em odres velhos, perderá os dois (Lc 5.36-39).

Na reunião do Cenáculo, Jesus menciona duas coisas novas: a nova aliança por meio do seu sangue (Mt 26.27-28) e o novo mandamento, que é a prática do amor (Jo 13.34).

Por causa de Jesus e do evangelho anunciado por ele, muitas coisas se tornam novas. Há um novo cântico (Ap 5.9), uma nova criatura (2Co 5.17), um novo nome (Ap 2.17), novos céus e nova terra (2Pe 3.13; Ap 21.1), a Nova Jerusalém (Ap 3.12; 21.2) e um novo caminho (Hb 10.20).

Se alguém está em Cristo, é nova criatura, pois, por força da conversão, “as coisas antigas já passaram se fizeram novas” (2Co 5.17). A história acabará com os novos céus e a nova terra!

Essa é a ideia principal com relação às bênçãos de Deus para os cristãos que tomaram o nome do Senhor Jesus como a chave da Porta do Trono do Altíssimo. Significa dizer que, através desse Nome, tornamo-nos filhos e herdeiros de Deus da mesma forma dos israelitas, que se acharam com o direito de possuir Canaã pela promessa feita aos patriarcas Abraão, Isaque e Israel.

O episódio de Jaco não se limita apenas ao seu reencontro com Esaú, pois que este aceitou a paz com Jacó a ponto de confessar ter visto o rosto dele como se tivesse contemplado o semblante de Deus, mas, além disso, a mudança do seu próprio nome, uma vez que Jacó significa "usurpador", em virtude de ter usado a astúcia e o logro para ficar com o direito de primogenitura de seu irmão. Já Israel significa "aquele que luta com Deus", portanto, um grande nome.

"Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor, dar-lhe-ei do maná escondido, bem como lhe darei uma pedrinha branca e sobre essa pedrinha escrito um nome novo, o qual ninguém conhece, exceto aquele que o recebe." Apocalipse 2.17.

Mais uma promessa para os vencedores: o maná escondido. O Senhor Jesus ensinou aos Seus discípulos que "Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo, é a minha carne (...). Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram, e, contudo morreram: quem comer este pão viverá eternamente." João 6.50-58. Daí, o maná escondido ser o próprio Senhor Jesus Cristo!

A pedrinha branca, na Antiguidade, foi empregada de muitas formas e com muitos simbolismos. Por exemplo: Quando um júri entregava ao réu uma pedrinha branca, significava a sua absolvição. É muito provável que seja essa a interpretação mais aproximada do sentido da pedrinha branca. Já um novo nome, nós encontramos no caso de Abrão, que foi mudado para Abraão; Sarai, para Sara; e o próprio Jacó, para Israel. Todos dando sentido de grandeza pela bênção recebida de Deus. Consequentemente, isto pode dar uma visão mais clara para se interpretar a pedrinha branca com um novo nome. É possível que ainda não se tenha conseguido um significado exato da pedrinha branca com um novo nome, porém, sabemos que aqueles que permanecerem fiéis até a morte, herdarão a vida eterna. Ressuscitarão dentre os mortos com um novo corpo glorificado, tal qual o Senhor Jesus Cristo.

Ficando ele só; e lutava com ele um homem até ao romper do dia. (Gn 32.24.)
Deus sabe levar-nos a essa crise, e sabe fazer-nos atravessá-la.

Jacó não perdeu a oportunidade de estar face a face com o Anjo e lutou com ele a noite toda pela troca de sua identidade, ou seja, pela libertação do espírito do engano e do seu próprio eu.

A única saída desse seu poço estreito é no topo. Você precisa obter livramento, elevando-se a um plano mais alto e entrando numa nova experiência com Deus.

Que Deus nos oriente, na Fé!

O que aconteceu em 9 de Julho, há 36 anos ?



Rio de Janeiro, 9 de Julho de 1977, coreto do Jardim do Méier, um lugar bem conhecido na zona norte do Rio. Exatamente neste dia e local iniciou-se oficialmente o trabalho da Igreja Universal do Reino de Deus. Dirigido pelo Espírito de Deus e revestido de uma fé firme, o bispo Edir Macedo, na época, sem condições de alugar um imóvel, iniciou ali mesmo, na praça, as suas primeiras reuniões evangelísticas.

Hoje presente em quase 200 países, e com mais de 60% da construção do Templo de Salomão concluída.

Dia 9 a Universal com certeza terá o que comemorar e você?

Não perca a oportunidade de ficar só com Deus e lutar por uma nova identidade.

Determine um alvo e siga em frente!
Não deixe que nenhuma distração tire você do caminho.

"Mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo..." Filipenses 3.13-14

Uma homenagem do Blog "Jesus Sem Heresias" aos 36 anos da Igreja UNIVERSAL

Que Deus nos oriente,na Fé!

A INCAPACIDADE de amar o diferente


Quero compartilhar com os leitores do Blog um texto de Carlos Calito, que através de uma metáfora de nosso relacionamento com Deus, explica as causas do;divórcio;que infelizmente;é algo tão comum em nossos dias. Boa leitura...

PORQUE DEUS ODEIA O DIVÓRCIO?


Muitas pessoas, de dentro e de fora da igreja cristã, acreditam que, numa sociedade moderna onde se privilegia a liberdade de escolha e a busca da felicidade, qualquer argumentação contra o divórcio é, no mínimo equivocada.

Muitos intérpretes da Bíblia acreditam que os textos bíblicos que apontam para uma objeção de Deus em relação ao divórcio são contextualmente equivocados e não servem mais para uma aplicação direta em nossos dias – tais como os textos que falam sobre restrições alimentares e similares.

Entretanto permitam-me, os que assim pensam, de discordar desta idéia.

Quando eu era adolescente e comungava em uma igreja de origem alemã e com forte influência do movimento pietista, o divórcio era visto com uma conotação sexual equivalente ao adultério, ou seja, as pessoas que se divorciavam ‘queriam’ experimentar novos parceiros sexuais – e isso era abominável! Portanto naquele contexto o divórcio era visto como moralmente degradante – ponto de vista do qual eu também discordo, haja visto que tenho amigos pessoais cristãos que são divorciados há mais de 15 anos e que não buscaram novas companheiras, muitos menos uma vida promíscua sexualmente – simplesmente mantém-se em abstinência!

Então qual o real significado do divórcio que leva Deus a afirmar que odeia o mesmo (Malaquias 2:13-16)? Ao longo de mais de 30 anos atendendo casais em meu consultório posso dizer que a essência de todo o divórcio está na INCAPACIDADE de amar o diferente.

Quando iniciamos um relacionamento afetivo, acreditamos – de forma imatura – que temos com o outro uma sintonia tão próxima que, mesmo os pequenos sinais de diferenças não nos incomodam, haja visto os enormes sinais de concordâncias. A proximidade de convivência e a rotina escancaram o quanto estávamos equivocados. O outro é SIM, muito diferente de mim em muitos aspectos: em seu ritmo, tempos, estilo de vida, projetos, gostos, interação social, etc.

Então caímos na ilusão que, com um pouco de esforço conseguiremos mudar o outro e ‘torná-lo à minha imagem e semelhança’, afinal se pensarmos de forma mais sintônica, tudo vai ficar maravilhoso. Passamos então a sermos educadores do outro, que teimosamente mostra-se um aprendiz ineficaz e não muda. A frustração da não mudança aumenta gerando irritação e os ‘padrões educacionais’ tornam-se mais violentos, com as solicitações se transformando em gritos, que levam a ressentimentos. Isso tudo colabora para que a sensação inicial imatura de que haveria uma sintonia total se dilua e se passa a acreditar que não somos mais compatíveis – precisamos buscar outra pessoa mais compatível para não arrastarmos ao longo da vida um relacionamento que nos fará infeliz. Aí surge o divórcio.

Não é esse uma metáfora de nosso relacionamento com Deus? Ele querendo nos ensinar a sermos cada vez mais à imagem e semelhança dele e nós obstinadamente seguimos com as nossas ‘verdades’? Todavia Deus JAMAIS desiste de nós, nem se altera quando não lhe damos ouvidos. Em última instância o casamento é a REAL aprendizagem do AMOR e quando nos negamos a esta aprendizagem, nos afastamos do Deus que é amor – e é isso que Ele odeia!

Deus não quer que transformemos o outro à nossa imagem e semelhança, mas que encontremos no outro a imagem de Deus que é multifacetária e que, justamente por isso, torna a humanidade tão rica em sua diversidade. Esse caminho é estreito e poucos são os que trilham por ele.

Fonte: Ultimato

É tempo de lutar,por uma nova identidade
Que Deus nos oriente,na Fé!!

Estrutura Montada para um Futuro Governo Mundial; Fim dos tempos ???

A reportagem de capa da Folha Universal dessa semana,traz a tona uma matéria que é especulação no mundo todo. A tecnologia a serviço da nova ordem mundial. Cidadãos do mundo inteiro estão alertas com as espionagem do governo norte americano, e situação pode piorar com o continuo avanço de tecnologias. Veja a reportagem na integra aqui e descubra um pouco do que diz a bíblia a esse respeito.

Ameaça na pele

Cidadãos do mundo todo estão assustados com espionagem do governo dos Estados Unidos, e situação pode piorar com novas tecnologias

Em um mundo globalizado, com pessoas conectadas por meio das mais avançadas ferramentas tecnológicas, as informações entre todos os seres humanos circulam livremente. No entanto, qual é o risco que a humanidade corre se o poder de monitorar e até de manipular essas informações estiver nas mãos de uma única pessoa? E se essa pessoa tiver acesso ao mundo todo em tempo real, mesmo sem os indivíduos estarem conectados a um telefone ou computador?


“Se você pode controlar a internet, se você pode começar a ajustar o que as pessoas dizem ou interceptar informações, você se torna muito, muito poderoso. É o tipo de poder que, se estiver nas mãos de um governo corrupto, dá a ele a capacidade de se manter no poder para sempre”, arriscou dizer em entrevista ao jornal “The Telegraph” o físico inglês Tim Berners-Lee, um dos criadores da World Wide Web (www) e considerado o pai da internet.


Se a perpetuação no poder for possível com o controle sobre a internet, segundo avaliou o criador da rede mundial de computadores , o mundo agora cobra do presidente Barack Obama uma explicação para a denúncia de que os órgãos responsáveis pela inteligência dos Estados Unidos têm acesso irrestrito todos os dias aos registros de milhões de chamadas telefônicas, seja em ligações domésticas ou internacionais, além de dados dos servidores das principais empresas da internet mundial, dentre elas Microsoft, Yahoo!, Facebook, YouTube, Skype e Apple.


“Não podemos ter 100% de segurança com 100% de privacidade e sem nenhum inconveniente. Quando eu assumi o meu mandato, prometi duas coisas: o respeito à Constituição e a proteção dos cidadãos americanos”, tentou justificar Obama, que ainda alegou, em vão, que o monitoramento era feito com base em dados de telefonemas e não em escutas e também que os cidadãos norte-americanos não eram monitorados, apenas pessoas com risco de ligação ao terrorismo.


As declarações de Obama não convenceram nem mesmo os cidadãos norte-americanos, que em ampla maioria disseram, em pesquisa feita pela Reuters/Ipsos, ser contra a espionagem sem autorização, sendo que mais de um terço dos entrevistados considerou a atividade completamente inaceitável. Para piorar a imagem de Obama diante da revelação feita pelos jornais “The Guardian” e “Washington Post”, de que ligações telefônicas e comunicações via internet de milhões de cidadãos estavam sendo monitoradas, o próprio denunciante, um ex-funcionário do governo norte-americano, foi a público confirmar suas declarações e ainda rebateu a primeira explicação de Obama.


Ex-funcionário da CIA que trabalhava como terceirizado na Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA) , Edward Snowden, de 29 anos, abandonou sua vida no Havaí e foi para a China divulgar ao mundo o escândalo de espionagem comandado por Obama, que usou o programa chamado Prism. Edward ainda declarou que, sim, os cidadãos norte-americanos também são vigiados, diferentemente do que disse o presidente.


“A NSA construiu uma infraestrutura que permite interceptar tudo. Com a capacidade que ela tem, a maior parte da comunicação estabelecida entre os seres humanos na rede seria automaticamente registrada, sem que houvesse um alvo, um objetivo para tal. Se eu quisesse ver seus e-mails ou o telefone da sua esposa, tudo o que eu precisaria era usar esses mecanismos de interceptação do Prism. Poderia ter acesso a e-mails, senhas, gravações de telefone, cartões de crédito”, revelou Edward, lembrando que o Prism começou a ser colocado em prática em 2007. Ou seja, tudo que circulou na web desde então pode ter sido visto e até manipulado pelo governo norte-americano, sem contar os dados e as informações obtidos por meio de ligações telefônicas. Além de outros programas, que não são do conhecimento de Edward.


Tecnologias para vigiar os cidadãos de todo o mundo não faltam. E vão além da rede mundial de computadores e dos telefonemas. O acesso aos dados dos cidadãos do mundo permite monitorar os passos de cada ser humano, o que é fácil atualmente com diferentes programas de localização presentes em computadores e também nos smartphones, cada vez mais difundidos pelo mundo.


Além disso, há milhões de câmeras espalhadas pelo mundo, aviões não tripuláveis e satélites artificiais espalhados em órbita da Terra. Há também informações colhidas diariamente em cartões bancários. Os dados dos cartões, com informações sobre tudo que se compra e por onde cada um realiza suas transações, também são armazenados em um chip.


O chip, exigência para passaportes de países que entram nos Estados Unidos, é um circuito eletrônico miniaturizado que armazena todo tipo de dado e também pode ser monitorado à distância. Essa tecnologia é usada de diferentes formas, além do cartão de crédito, e até já foi adotada em uniformes escolares para monitorar a frequência de alunos, diante da possibilidade instantânea de vigilância pelo chip.


Esse microchip já é inclusive anunciado pelo mundo afora como a revolução da tecnologia mundial pela possibilidade de ser implantado de alguma forma ao ser humano, sem a necessidade de uniforme, celular, smartphone, cartão de crédito ou qualquer aparelho que tenha de ser utilizado pelos homens.


A ideia, já desenvolvida por empresas de tecnologia, é colocar os chips nos seres humanos de alguma maneira, seja sob a pele, por meio de pílula e até mesmo em um formato adesivo, semelhante a uma tatuagem, conforme demonstrado pela empresa Motorola durante conferência sobre inovações tecnológicas realizada na Califórnia, no fim de maio. Este chip eliminaria, entre outras coisas, a necessidade de cartões e senhas para compras. Bastaria acioná-lo.


Se os dados expostos em computadores e ligações telefônicas já dão poder a quem tem acesso a essas informações, imagine se alguém conseguir o controle sobre todos os seres humanos. Qual o risco que a humanidade corre se algum dia todos estiverem “chipados”, como tentam induzir os revolucionários da tecnologia, os mesmos que desenvolveram variados equipamentos de monitoramento e que estão entre os que fizeram acordo para permitir o esquema de espionagem comandado pelo governo norte-americano? O esquema de monitoramento mundial está pronto, como demonstrado na denúncia de espionagem comandada por Obama. Quem estiver com o chip, então, poderá facilmente ter todos os passos vigiados.


Essa situação deixa alguns cristãos apreensivos, pois a estrutura para que um governo mundial controlador seja instalado está praticamente pronta. Esse governo, liderado pelo indivíduo identificado como anticristo, está previsto na Bíblia para acontecer nos últimos dias. Além disso, o chip pode ser facilmente associado à marca ou selo da besta, profecia descrita no livro bíblico de Apocalipse. “A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.” (Apocalipse 13:16-17)


“É óbvio que os atuais ensaios tecnológicos servirão para implantação do império do anticristo, no futuro”, alerta o bispo Edir Macedo, que diz não ter preocupação com o desenvolvimento dos chips, já que o reinado do anticristo só acontecerá depois que a Igreja for arrebatada e o Espírito Santo se retirar do mundo.


“Aqueles que se dizem cristãos e que, na verdade, não têm compromisso com o Senhor Jesus, vão ficar para trás e estarão sujeitos às perseguições implacáveis da besta. Os que agem dessa forma, juntamente com os demais incrédulos, devem estar superpreocupados, porque eles não têm a certeza da salvação. Esses, sim, terão que se submeter aos chips ou a qualquer outro sistema de controle imposto pelo anticristo”, completou.


Na história da humanidade, as guerras sempre tiveram informações desencontradas e manipulação de dados como desencadeadores do combate. Imagine então o cenário mundial com todos os seres humanos acessíveis e prontos para serem manipulados. Quem tiver seus passos monitorados estará fragilizado, pois será alvo de manipulação e não terá como escapar dos olhos do anticristo.


“Quando a besta estiver reinando em todo o mundo, sob o domínio do anticristo, ela não dará opção para as pessoas”, reforça o bispo, alertando para a importância de buscar ter um encontro com Deus enquanto é tempo. A Bíblia ensina que “O mistério da iniquidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém.” (2Tessalonicenses 2:7) O “mistério da iniquidade” já é a besta. “Aquele que o detém” é o Espírito Santo. O nascido de Deus não tem do que se preocupar, mas quem não tem certeza de sua salvação, deve encarar os recentes avanços como um alerta de que não há mais tempo a perder


Fonte: Folha Universal

redacao@folhauniversal.com.br'

Que Deus nos oriente,na Fé!!

As Festas Juninas e suas simbologias

Eu já havia escrito aqui antes que vivemos num país onde predomina a idolatria, O Brasil idolatra um ídolo por dia, e o mês de junho é recheado de festividades. Depois do Dia dos Namorados, a festa é de Santo Antônio (conhecido popularmente como o santo casamenteiro), São João e São Pedro.

Existem algumas teorias acerca da cultura e da origem das Festas Juninas, como são chamadas. A primeira refere-se ao fato de acontecerem no mês de junho, daí a razão de junina. A segunda explica que, por serem originárias de países católicos europeus, as festas seriam uma homenagem a São João (Batista). No entanto, no mês de junho, pelo menos três santos católicos são homenageados: além de São João (comemorado no dia 24), Santo Antônio (comemorado em 13) e São Pedro (comemorado no dia 29) também são celebrados.

Existem pessoas se convertem a cristo mas ainda assim participam destas festas,comem seus quitutes,parecem não terem conhecimento da palavra de Deus. Hoje em dia tem até igrejas ditas cristãs que promovem o "Arraiá Gospel". O povo de Deus não pode compactuar com isso gente! Não participe desta idéia tão comum em nossos dias. A igreja deve transformar o mundo o mundo não pode transformar a igreja.

Veja o perigo e o significado dos artifícios destas festas


Apesar dos grandes riscos de incêndio, as Festas Juninas são marcadas por fogueiras e balões. Outros itens presentes na tradição são a quadrilha, o pau-de-sebo, o casamento caipira, o fogo, as simpatias, a lavagem dos santos e as comidas típicas.

Fogueira: Segundo a tradição, é considerada um símbolo de reunião entre amigos e familiares, além de simbolizar a purificação; serve de proteção contra espíritos, homenageia e agradece aos deuses;

Balões: São uma oferta aos céus, cujo propósito é realizar ou agradecer pela realização de pedidos;

Fogos: A crença popular diz que o som produzido pelos fogos de artifício serve para espantar espíritos maus e para acordar São João para a festa;

Casamento caipira: É uma celebração típica, em que a noiva engravida antes de casar-se. O noivo, bêbado, por sua vez, tenta fugir do compromisso, mas é impedido pelo delegado, que o obriga a se casar;

Quadrilha: Esta tradição é de origem inglesa, mas, na França, recebeu o nome de quadrille. Ela foi trazida ao Brasil através dos portugueses e significa o agradecimento aos santos pelas boas colheitas;

Lavagem dos santos: neste episódio, as bandeiras, simbolizadas pelas bandeirinhas, são mergulhadas em água, significando purificação em todo o ambiente da festa;

Simpatias: Principalmente para trazer sorte no amor. Nesta tradição, a imagem do santo (Antônio) recebe castigos até que a pessoa encontre o seu amor.

A palavra grega é koinonikos, alguém que compartilha é sócio companheiro participante parceiro, não seja parceiro destes. Se você compartilha você é igual, não há diferença em você, isso é Bíblico não podemos partilhar da mesa de Deus e da mesa dos demônios.

Ídolos podem ser deste imagens de gesso,pedra,metal,madeira..,como pode ser também uma imagem refletida num espelho ou na água ou mesmo uma idéia na mente, Narciso um dos deuses da mitologia grega morreu adorando sua imagem refletida na água.

Os judeus desdenhavam dos adoradores de imagem, pois sabiam que estavam condenados a morte. O homem tem a imagem de Deus, Iakob, não a imagem feita por mãos de pessoas, a imagem de Deus foi produzida no homem pelo próprio Deus.

Os ídolos são bdelygmata, ”abominações” por detrás existem deimonia (demônio).

Por isso o cristão ao se voltar para eles atrai para si a ira de Deus.O que Paulo diz é que nós partilhamos da comunhão com Cristo e isso basta para nós não devemos ter nenhum tipo de comunhão com imagens e ídolos pois assim teremos comunhão com o demônio.

A Bíblia não faz referências sobre festividades que envolvam santos. Nem mesmo o Natal é referido. Muitas festas e datas comemorativas celebradas no País são de origem pagã, trazidas para agradecer aos deuses por uma suposta colheita bem-sucedida ou pela realização de pedidos.

Apesar de ser uma celebração cultural e uma tradição que vem desde a chegada dos portugueses, as Festas Juninas trazem o perigo de desviar o foco da fé bíblica e racional para uma fé emotiva, cujo teor é o imaginário popular, a crendice e o folclore.

Além disso, mesmo considerada uma festa cristã, o cristianismo em si celebra a fé em Jesus Cristo, nas Suas promessas e na certeza de que somente Ele tem o poder de curar, abençoar e realizar os sonhos de qualquer pessoa que deposite nEle sua inteira confiança.

Aqueles que comem as coisas oferecidas em sacrifícios tomam parte juntos no sacrifício que é oferecido a Deus no altar. O que é que eu quero dizer com isso? Que o ídolo ou o alimento que é oferecido a ele tem algum valor? É claro que não! O que estou dizendo é que aquilo que é sacrificado nos altares pagãos é oferecido aos demônios e não a Deus. E eu não quero que vocês tomem parte nas coisas dos demônios. Vocês não podem beber do cálice do Senhor e também do cálice dos demônios. Vocês não podem comer na mesa do Senhor e também na mesa dos demônios. Ou será que queremos provocar o Senhor, fazendo com que ele fique com ciúmes?"(1Cor. 10. 15-22)

No livro de "Sabedoria" um dos "livros apócrifos" encontrado na versão católica da Bíblia Sagrada mas especificamente no capitulo 13 entre os versos 10 e 19 mostra um tratado de Ética recomendando a sabedoria e a retidão, e condenando a Iniqüidade e a idolatria. A passagem salienta o pecado e a loucura da adoração das imagens, lembram as passagens que sobre o mesmo assunto se encontram nos Salmos e em Isaías (compare: Sabedoria 13.11-19, com Salmos 95; 135.15-18 e Isaias 40.19-25; 44.9-20). é de se revoltar ver que a igreja romana adotou um livro como esse a ainda se rende a prostituição espiritual que é a idolatria.

O referido texto diz : "Mas são desgraçados e esperam em mortos, aqueles que chamaram de deuses a obras de mãos humanas: o ouro, a prata, artisticamente trabalhados, figuras de animais, alguma pedra inútil, a que, outrora, certa mão deu forma. Um carpinteiro, por exemplo, serra uma árvore fácil de manejar. Depois lhe tira cuidadosamente toda a casca, trabalha a madeira com habilidade e fabrica um móvel, útil para as necessidades da vida. Terminado o trabalho, ele recolhe as sobras da madeira, as emprega para preparar a comida, e se farta. Da sobra de tudo, que não serve para nada, madeira retorcida e cheia de nós, ele a pega e a esculpe nos momentos de lazer. Para se distrair, modela a madeira com capricho, e lhe dá o formato de um homem, ou então a forma de algum animal desprezível. Depois pinta o ídolo de vermelho e cobre de massa todos os seus defeitos. A seguir, prepara-lhe um nicho digno dele, e o coloca na parede, prendendo-o com um prego. Toma esses cuidados para que não caia, sabendo que o ídolo não pode cuidar de si mesmo: é apenas uma imagem, e precisa de ajuda. Entretanto, logo em seguida lhe dirige orações por seus bens, casamento e filhos, sem se envergonhar de ficar falando com uma coisa sem vida. Para a saúde, invoca o que é frágil. Para a vida, faz súplicas àquilo que é morto. Para um auxílio, pede ajuda àquilo que não tem experiência. Para uma viagem, dirige-se a quem não pode dar um passo. Para seus negócios, trabalhos e sucesso nos empreendimentos, pede forças a quem não tem força nenhuma nas mãos". O diabo tem o poder de cegar o entendimento da pessoa a esse ponto, seja vigilante.

"Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá".(Atos 15:28-29)


Concluindo somos um povo separado para servir somente a Deus,aquilo que Deus não aprova nós também não podemos aprovar,temos que pensar como Cristo pensaria,temos que agir como Cristo agiria,em Israel havia idolatria mas Cristo nunca participou destas coisas,as festas que Ele freqüentava era festa de dedicação no templo e casamento de amigos.sejamos como o Senhor,busquemos viver como o Senhor em nome de Jesus.

Que Deus nos oriente,na Fé!
Ah!! se você gostou do blog fale com outras pessoas sobre ele.
Ajude-nos a divulgar JESUS SEM HERESIAS !

A Revolta Contra a Hipocrisia


O espírito da traição habitava o coração de Judas:
"E, enquanto comiam, declarou Jesus: Em verdade vos digo que um dentre vós me trairá. E eles, muitíssimo contristados, começaram um por um a perguntar- lhe: Porventura, sou eu, Senhor? E ele respondeu: O que mete comigo a mão no prato, esse me trairá. O Filho do Homem vai, como está escrito a seu respeito, mas ai daquele por intermédio de quem o Filho do Homem está sendo traído! Melhor lhe fora não haver nascido! Então, Judas, que o traía, perguntou: Acaso, sou eu, Mestre? Respondeu- lhe Jesus: Tu o disseste." Mateus 26.21-25

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque limpais o exterior do copo e do prato, mas estes, por dentro, estão cheios de rapina e intemperança! Mt 23.25

Jesus foi paciente com os adúlteros, com os ladrões e com muitos outros pecadores, mas não teve a menor paciência com pessoas fingidas ou hipócritas. As palavras mais ásperas que saíram da boca do Senhor jesus foram dirigidas a elas.

Certa feita, o Senhor Jesus estava indo à Jerusalém e viu na estrada uma bonita figueira que parecia carregada de frutos. Como estava com fome, ele chegou perto da árvore para colher alguns figos e comer. Porém, não havia fruto na árvore. Ela apenas parecia ter figo. Para mostrar o quanto era contrário à hipocrisia, Jesus secou aquela árvore e ela morreu (Mt 21.18-19).

Em outra oportunidade, ELE se mostrou revoltado com as pessoas que gostavam de aparecer e escondiam seus pecados. Ele fez um discurso contra elas na presença de uma grande multidão. Falou mal daqueles que fazem longas orações e, ao mesmo tempo, roubam o que as viúvas pobres têm em casa. Falou contra daqueles que enxergam o cisco que está no olho da outra pessoa, mas nunca enxergam a tora de madeira que está em seu próprio olho (Mt 23.13-36).

Que essa introspecção sirva para que cada um de nós, olhemos dentro de nós e vejamos nossos frutos, para que possamos refletir e consertar o que for preciso. Façamos essa oração:

— Senhor, preciso enxergar e livrar-me da hipocrisia ainda oculta.

Que Deus nos oriente, na Fé!!

Mais de cem mil em Brasilia contra o casamento gay



Em seu ultimo programa (02/05/13) o Pr. Silas Malafaia, detonou Blogueiros evangélicos, lembrou que defendeu a Universal no ápice da perseguição midiática, e pediu ajuda ao Bispo Edir Macedo entre outros lideres com o objetivo de reunir cerca de 100.000 mil pessoas no protesto, para marcar posição contra o casamento gay, e o Projeto de Lei 122, evento que será realizado dia 05/06/13 em Brasilia.

Em muitas coisas eu não concordo com o Pr. Silas Malafaia, mas tenho que dizer, que admiro muito esse posicionamento do Pr. Malafaia, em defesa da moral, ética, da família e da igreja temos que cobrar de nossos representantes em Brasilia um posicionamento em favor da;família tradicional e do evangelho. Eu já cobrei o meu deputado, faça a sua parte.

Vemos a mídia dar uma atenção toda especial às pessoas que vivem na prática homossexual, como se fossem especiais, homens que alcançaram o ápice da existência, enaltecem a posição tomada e fazem a população engolir esta situação como totalmente normal. Políticos ímpios e celebridades da tv, além de apoiá-los, fazem apologia a esta prática e legislam em favor desta situação no mínimo vergonhosa.

A Bíblia diz o contrário, afirma que é uma abominação um homem se deitar com outro homem como se fosse mulher, ou uma mulher se deitar com outra mulher como se fosse homem. Ver : Levítico 18.22 e 20.13
“Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;”
(Lv. 18:22)
“Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles.”(Lv. 20:13)

E ainda, por causa de certas abominações, tal como o homossexualismo, a terra vomitará os seu moradores. Ver: Levítico 18.25
“Por isso a terra está contaminada; e eu visito a sua iniquidade, e a terra vomita os seus moradores.” (Lv 18:25)

E o apostolo Paulo chamou isto de vergonhoso, resultado de ser entregue por Deus às “ Paixões infames” Ver: Romanos 1.24-27
“Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.”(Rm1:24-27)

No Antigo Testamento, aquele que praticava essas coisas eram expulsos da congregação de Israel e executados.
O Novo Testamento, nos mostra que aqueles que praticam, não entrarão no Reino de Deus .Ver: 1º Coríntios 6.9-10
“ Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” (1Co 6:9-10)

O Apostolo Paulo mostra o homossexualismo como um estágio final da rebelião contra Deus, quando trocam a verdade de Deus por uma mentira e começam a adorar a criatura ao invés do criador, elas são entregues ao pecado.

Quando os valores são invertidos uma anarquia aparece, os homens atentam para a sensualidade de outros homens e as mulheres para a sensualidade de outras mulheres, elas receberão o castigo em seus próprios corpos, por suas próprias ações, Ver: Romanos 1.22-27 [acima]

Do ponto de vista bíblico, o advento do homossexualismo é um sinal que a sociedade está no seu último estágio de declínio.

E no meio evangélico, tem havido esta prática lamentável, é preciso santificar a igreja, fazê-la voltar para os caminhos santos do Senhor.

Os laços de amizade da igreja com o reino do diabo precisam serem quebrados, que união pode haver entre estes reinos?

LEMBRA DAS PALAVRAS DE MORDECAI PARA A RAINHA ESTER " Porque, se de todo te calares agora, de outra parte se levantará para os judeus socorro e livramento,...; e quem sabe se para conjuntura como esta é que foste elevada a rainha? (ESTER 4.14)

A Palavra de Deus e a IURD nos ensinam que devemos aceitar o homossexual, mas nunca, jamais, o homossexualismo!

Se pronuncie...

Fonte; Verdade Gospel, sola scriptura ,SBB
Que Deus nos oriente,na Fé!!

II Simpósio do Espirito Santo


Se você não pode estar no II Simpósio do Espirito Santo.
 O Blog JESUS SEM HERESIAS traz pra você um pouco do que foi o evento.
 Aqui esta a oportunidade de assistir a mensagem ministrada pelo Bispo Macedo, durante o evento.



























O 2° Simpósio do Espírito Santo, realizado neste sábado (27), na Universal de Santo Amaro (SP), teve o intuito de fazer as pessoas pensarem. A igreja já estava lotada quando o bispo Edir Macedo entrou para iniciar o evento, transmitido por videoconferência para todo o Brasil e diversos países do mundo.
- Qual o primeiro passo do homem para chegar à lua? – perguntou ele à plateia.
Depois de esperar algumas respostas malsucedidas, respondeu de maneira simples:
- Ele teve que vê-la.
O bispo mencionou esse exemplo para explicar algo mais profundo que envolve não apenas realização de sonhos, mas visão e certeza de alcançar o que se almeja.
- Antes de você realizar um sonho, precisa vê-lo, precisa ter a visão do que quer.
É como está escrito:
“E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; até sobre os servos e sobre as servas derramarei o meu Espírito naqueles dias.” Joel 2:28-29
Mas, como sonhar e não deixar o sonho se esvair? Como ver e não permitir que a visão se apague como uma miragem?
- Só quando recebemos o novo nascimento, o Espírito Santo, somos espírito e deixamos de ser carne (aquelas pessoas que creem, mas ainda não foram seladas por Deus). Porque quando Ele veio, deu direito a todos para profetizarem e terem visões e sonhos.
Porém, não é uma profecia baseada em uma revelação profética carnal, mas fundamentada na Palavra, que é anunciada profeticamente.
E é o Espírito Santo quem revela, dá visão de futuro, aviva e renova. Apesar dos jovens de hoje estarem cada vez mais imediatistas, cômodos e distantes do mundo real, o Espírito Santo é O que pode fazê-los enxergar aquilo que a imaginação e a fé permitem.
Imaginação e fé
É fato que pensar dá mais trabalho que apenas ver. Quando imaginamos, obrigamos nosso cérebro a se movimentar. Diferentemente de quando somente vemos uma imagem. Porque enquanto na imaginação precisamos pensar e formar ideias, quando vemos uma imagem, na verdade já estamos vendo uma representação. E, neste caso, de que vale pensar se a ideia já está desenhada na imagem?
Não é difícil entender. O bispo deu um exemplo prático e fácil:
- Quando o radialista fala, os ouvintes ouvem e imaginam o que ele diz. Mas na tevê, as pessoas estão mais atentas às imagens do que às palavras. Por isso, devemos ouvir a Palavra de Deus para que a fé fique latente e viva em nossa mente.
É pensando que imaginamos. E na nossa imaginação não há limites nem fronteiras. É como o universo e sua magnitude. Quando Deus disse a Abraão para olhar aos céus e contar as estrelas, pois dessa forma seria a descendência dele, mostrou que é possível alcançar a grandeza divina. Se olharmos para o céu, o que o nosso campo de visão alcança é ínfimo comparado à sua totalidade, uma totalidade ainda desconhecida dos cientistas.
Para termos uma ideia, o sol é 109 vezes maior que a Terra, mas a maior estrela conhecida, chamada VY Canis Majoris, é 1 bilhão de vezes maior que o sol. Ou seja, somos um grão de areia diante da supremacia do universo.
E é aí que que a fé nos obriga novamente a pensar: se Deus é o criador dessa excelência ainda estudada pelos pesquisadores e é um enigma para a ciência, o que são os nossos problemas para Ele? Casar, arranjar um emprego, ou até mesmo a cura de uma doença são poeiras perante a Sua soberania. Mas o que acontece, muitas vezes, é que agigantamos os males em vez de reduzi-los.
- A pessoa que nasce do Espírito Santo consegue ver essa magnitude de Deus, porque tem o poder dEle dentro dela. - afirmou o bispo.
Porque a pessoa que nasce do Espírito e é gerada por Ele, tem a mente do Senhor Jesus, Sua conduta e os Seus pensamentos. E, mais do que isso: a possibilidade de mudar a própria vida, influenciando quem está ao redor.
E nada disso é utopia. É a capacidade divina para ver e realizar o invisível.

Por Jaqueline Corrêa / Fotos: Demétrio Koch 
jaqueline.correa@arcauniversal.com

Que Deus nos oriente,na Fé!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...